terça-feira, março 06, 2007

INDEPENDENTE

A única Universidade "verdaderiamente" Independente é uma caricatura. A Universidade é cada vez mais uma caricatura de si própria.

APARÊNCIAS

Parece que estou de volta, mas pode ser uma miragem. Ou uma viragem.

segunda-feira, setembro 04, 2006

MUDEI

De cor
De tempo
De cheiro
De tinta
De pressa
De nome
De casa
De prosa
De bruços
E assim esperei pela fresca!

DESPERTADOR

Bom dia!

terça-feira, maio 23, 2006

FUGIDA

Sentes que te fujo
Sinto que me escondo
Vacilo entre o sopro que anuncia o beco
E o riso que revela o medo

CARRILHO

O prós e contras revelou que o Carrilho, durante a campanha para as autárquicas, pôs-se a jeito. Ele nãodeu por nada. O homem deve ser dissociativo.

NY

Estou de partida para NY.
Espero voltar.
Pelo menos fisicamente.

sábado, maio 20, 2006

CONSTATAÇÃO

Falta-me em apercebimento o que me sobra em imaginaria.

APELO AO ETERNO

A tentação de deixar uma marca no cimento ainda fresco é o apelo do eterno.
A procura de deixar um sinal numa vida ainda inquieta, também será!?
Tentação e procura ...

AMIGOS

Só quero amigos do tamanho de Homens.
À altura dos olhos,
dos ouvidos,
da boca,
dos abraços.

A medida da amizade não se agiganta.

sexta-feira, maio 19, 2006

MEMÓRIAS

A certeza na memória detalhada é uma ilusão.
Só a reminiscência vaidade escolhe essa verdade.

DETECTIVE

A pista que me levava a ti era falsa.
Suturei-me com linhas impróprias.

PARADOXO LIBERTÁRIO

Os ovos cozidos, jamais serão mexidos!

terça-feira, maio 16, 2006

FOGOS

Abriu a época dos fogos. Com pompa, circunstância e imagens em directo de Santa Comba Dão. Não há nada melhor do que estimular o incendiário.

sexta-feira, maio 12, 2006

COW PARADE

A comunicação social anuncia de forma continuada que amanhã começa a cow parade. Criei uma, que será exposta em frente da sede do Expresso, a que chamei a "Vaca da Junta de Salvação Educacional". Tem retratos (por enquanto) do N. Crato, do J. M. Fernandes e do J. C. Espada ... mas eu aceito propostas para acrescentar outros salvadores.

MOVING TRADE

A língua que falamos não se toca.
Os gestos que fazemos não se movem.
As ideias que trocamos não se entendem.
Os corpos que arastamos não se assumem.